Ablos contesta resultado das vendas do Natal 2019

Negócios

Ablos contesta resultado das vendas do Natal 2019

by Marta De Divitiis
31 de dez de 2019

Por meio de uma nota de divulgação a Ablos - Associação Brasileira dos Lojistas Satélites - veio a público contestar os números divulgados pela Alshop - Associação dos Lojistas dos Shoppings - a semana passada. De acordo com a entidade a afirmação de que o desempenho de vendas neste Natal superou em 7,5 por cento as vendas do mesmo período de 2018 não passa de estimativa, uma vez que nenhuma pesquisa oficial foi realizada.

“ Gostaríamos de estar comemorando tal feito, mas infelizmente não aconteceu, trata-se de informações meramente especulativas e sem nenhum critério técnico,” declara Tito Bessa Junior, presidente da Ablos e fundador das lojas TNG no comunicado. Segundo o empresário uma sondagem realizada entre seus associados teve como resultado 70 por cento afirmando que as vendas foram iguais ou menores que as do ano de 2018. Somente 30 por cento disseram que houve melhora de vendas.

Atualmente a Ablos, entidade criada em fevereiro de 2019 por um grupo de empresários do varejo, conta com 100 marcas associadas que representam 5 mil pontos de venda, sendo a grande maioria (95 por cento) em shopping centers. A Ablos é a única associação brasileira que representa o segmento de lojas satélites, isto é, lojas com até 180m2 e que correspondem a 60 por cento da área bruta locável nestes empreendimentos.

A Alshop declarou ao jornal Estado de S.Paulo que sua pesquisa foi realizada por amostragem e que o crescimento indicado nas vendas natalinas não tiveram o desconto da inflação. O diretor do Ibope Inteligência Fábio Caldas afirmou ao Estadão que o fluxo nos shoppings melhorou, mas nada tão digno de nota. A ACSP - Associação Comercial de S.Paulo - apurou que entre os dias primeiro e 24 de dezembro o varejo cresceu aproximadamente 6,6 por cento.