• Home
  • Notícias
  • Negócios
  • C&A divulga resultados do primeiro trimestre de 2020

Negócios

C&A divulga resultados do primeiro trimestre de 2020

By Marta De Divitiis

1 de jun. de 2020

No último dia 27 de maio, a varejista C&A anunciou os resultados do primeiro trimestre de 2020 em seu site. De acordo com o documento a receita líquida do primeiro trimestre de 2020 recuou 6,1 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 976,9 milhões de reais. As despesas e receitas operacionais pro forma representaram 544,7 milhões de reais, o que significou um aumento de 2,4 por cento que no mesmo período de 2019.O lucro líquido pro forma teve uma redução de 58,9 percentuais para um prejuízo de 45,9 milhões de reais sendo que a margem líquida recuou 4,7 por cento. Os investimentos foram reduzidos em 60 por cento, totalizando 33,5 milhões de reais.

Antes dos números o release de divulgação aponta que as expectativas em relação ao trimestre eram positivas sendo que foi aberta uma nova loja, cinco foram reformadas e na transformação digital o App C&A atingiu mais de 900 mil usuários até meados de março. No entanto devido ao COVID-19 foram observados os impactos a partir do mesmo mês com a redução de vendas, especialmente no SE e S, sendo que gradualmente as lojas físicas foram sendo fechadas (no final de março todas as unidades estavam fechadas). A partir daí os indicadores mostraram queda de vendas. Para reverter a situação houve a implantação de várias alternativas: drive thru; diferentes modalidades da venda direta, alinhadas à estratégia de omnichannel. Houve ainda o incremento do e-commerce e nos serviços financeiros o reforço da atuação com parceiros para facilitar aos clientes o pagamento de faturas.

Outro ponto importante diz respeito à suspensão de quase todos os investimentos em projetos de crescimento, especialmente relacionados às lojas físicas. O foco da empresa, de acordo com o documento, passou a ser a segurança sanitária de todos os associados e a proteção ao caixa. Assim houve negociações com fornecedores de produtos e serviços para postergação e eventual redução de pagamentos relacionados às lojas físicas. Além disso realizaram a primeira emissão de notas promissórias no montante de 500 milhões de reais e finalizaram a emissão de duas cédulas de crédito bancário somando 350 milhões de reais.

A nota finaliza com palavras de incentivo dizendo que a situação adversa obriga ao desafio de utilizar a criatividade para buscar soluções e mitigar o impacto negativo nos resultados. Conclui que seguem rumo ao crescimento projetado, usando o que foi aprendido nesses novos tempos.

A C&A foi fundada em 1841 pelos irmãos holandeses Clemens e August e suas iniciais deram origem ao nome da marca. Pioneira na confecção de roupas prontas para usar hoje está entre as maiores cadeias de varejo do mundo, com presença em 21 países da Europa, América Latina e Ásia, com aproximadamente 1.800 lojas. No Brasil, a marca está presente desde 1976 e foi a precursora do conceito fast fashion. Comercializa vestuários, acessórios, sapatos, roupas de banho, itens de beleza e perfumes, para homens, mulheres e crianças por meio da sua rede de lojas físicas e a plataforma online de comércio eletrônico.

Foto: Cortesia C&A