Negócios

E-commerce na Black Friday tem alta de 30 por cento

by Marta De Divitiis
3 de dez de 2019

Dados obtidos pela empresa Compre&Confie, de inteligência de mercado com foco no e-commerce, revelam que as compras online nos dias 28 e 29 de novembro tiveram um aumento de 30 por cento em relação ao mesmo período do ano passado. O valor atingido foi de 3,87 bilhões de reais.

“A Black Friday teve, em média, nas 48 horas de promoções, cerca de 35 pedidos por segundo no varejo online, sendo que nas horas de maior volume, chegamos a registrar médias de 75 pedidos por segundo no comércio eletrônico brasileiro”, destaca André Dias, diretor executivo do Compre&Confie, no release de divulgação.

De acordo com os dados colhidos pela empresa, as categorias que geraram maior volume de compras foram: Moda e Acessórios, Entretenimento, Beleza, Perfumaria e Saúde, Eletrodomésticos e Ventilação e Telefonia. No total foram 6,11 milhões de compras online, número 28,5 por cento maior que em 2018.

Apesar desse crescimento o tíquete médio de compras foi similar ao do tíquete de 2018, aproximadamente 634 reais, valor 1,9 por cento maior que no mesmo período do ano passado. Essa variação positiva é resultado, de acordo com Dias, de valores de frete sem aumento significativo durante o período, preços baixos e a inflação relativamente controlada.

Ainda segundo o mesmo estudo, mulheres foram responsáveis por 51 por cento das compras, sendo que brasileiros entre 26 e 35 anos representaram 36,7 por cento dos compradores, seguidos pelos de 36 a 50 anos que totalizaram 32,4 por cento. Até 25 anos representaram 18,7 por cento e por fim os acima de 51 anos que somaram 12,2 por cento dos compradores.

Números contabilizados pela empresa Ebit Nielsen, especializada em mensuração de dados de e-commerce, mostram que houve um crescimento de e-mobile como plataforma de compras. No período da Black Friday, segundo a empresa, 55 por cento das compras foram realizadas via smartphone.

Foto: Daria Nepriakhina/Unsplash