• Home
  • Notícias
  • Negócios
  • Fábricas do setor calçadista empregam 265,9 mil pessoas

Negócios

Fábricas do setor calçadista empregam 265,9 mil pessoas

By Marta De Divitiis

6 de abr. de 2021

Segundo release divulgado pela Abicalçados - Associação Brasileira das Indústrias de Calçados, dados coletados pela entidade revelam que no primeiro bimestre do ano as fábricas de calçados geraram 18,6 mil postos de trabalho. No total são 265,9 mil pessoas empregadas, 6,4 por cento menos que no mesmo período de 2020.

De acordo com Haroldo Ferreira, presidente-executivo da entidade, em fevereiro a indústria originou 8 mil empregos com carteira assinada. “Este é um dado importante, uma vez que sinaliza a recuperação experimentada nos últimos meses de 2020; é muito provável que seja um reflexo da reposição dos estoques no varejo,”disse o executivo.

Apesar disso, devido aos efeitos da segunda onda do novo coronavírus e o consequente fechamento do varejo físico, que responde por 85 por cento das vendas totais, o executivo projeta problemas nos registros já a partir de março deste ano.

O maior empregador do segmento no Brasil é o estado do Rio Grande do Sul, que responde por 30,8 por cento dos postos gerados. No bimestre a indústria gaúcha gerou 6,26 mil postos de trabalho. São 81,9 mil postos diretos, 11,4 por cento menos que no mesmo período do ano passado.

O segundo maior empregador brasileiro é o Ceará, que gerou 1,1 mil postos em janeiro e fevereiro, somando 59,9 mil empregados na atividade, 5,1 por cento a mais que no mesmo período de 2020.

A Bahia responde pelo terceiro lugar nesse ranking, que soma 30,38 mil pessoas no total de trabalhadores, 3,28 mil somente no primeiro bimestre, 2.2 percentuais a mais que no mesmo período do ano anterior.

Apesar de bastante afetado pela abertura e fechamento do varejo físico, o estado de S. Paulo terminou o bimestre com um saldo de novos 4,1 mil postos de trabalho, sendo que o período contou, no total, com 29,63 mil empregos, com um decréscimo de 16,3 por cento em relação ao mesmo espaço de tempo em 2020.

As projeções do cenário calçadista para o ano de 2021 serão apresentadas no próximo dia 15 de abril, quando a entidade fará uma coletiva virtual, tradicional evento conhecido como Análise de Cenários.

Foto: Jordan Nix/Unsplash