Google se junta a Stella McCartney para desenvolver ferramenta para o mercado da moda
Google se junta a Stella McCartney para desenvolver ferramenta para o mercado da moda

business

Google se junta a Stella McCartney para desenvolver ferramenta para o mercado da moda

O Google Cloud quer ajudar a indústria da moda a se tornar mais sustentável. O gigante do Vale do Silício está desenvolvendo uma ferramenta para a coleta e análise de dados sobre o impacto ambiental de matérias-primas em questões como a poluição do ar, desperdício de água e emissão de gases causadores do efeito estufa. A ideia é tornar mais fácil para as empresas de moda medir o impacto de suas atividades sobre o meio ambiente.

“Sustentabilidade é algo muito importante para o Google, nós neutralizamos 100 por cento das nossas emissões de gás carbônico desde 2007. Nós queremos ajudar as marcas de moda a tomar decisões mais responsáveis”, disse o Gerente de Engenharia de Consumo do Google Cloud, Ian Pattison, durante a conferência Copenhagen Fashion Summit, que acontece nesta semana na capital dinamarquesa. O evento comemora seu 10o aniversário e foi um dos primeiros a colocar a questão do meio ambiente em pauta no mercado da moda.

A nova ferramenta se dedicará primeiro ao algodão e à viscose, já que os dois materiais respondem por nada menos que um quarto da produção mundial de roupas. “Esta primeira fase nos permitirá testar a efetividade da ferramenta. No futuro a ideia é expandir a plataforma para mais matérias-primas importantes no mercado têxtil”, explicou o Google Cloud em uma nota.

Google lança ferramenta de moda sustentável

O Google Cloud agora está convidando marcas de moda, fabricantes têxteis, ONGs e especialistas do setor para compartilhar seus dados com a empresa. Pattison comparou a importância do projeto com o surgimento do software livre. “Quando algo é acessível para todo mundo, todo mundo se beneficia”, disse ele durante a conferência. No entanto, cabe a cada empresa decidir o que fará com as informações que receberá do Google.

A marca Stella McCartney é a primeira parceira do Google Cloud no projeto. “Sustentabilidade é a base de tudo o que fazemos. Nós damos o nosso melhor. Claro que não somos perfeitos, mas demos início a uma conversa que simplesmente não existia na história da moda”, disse a estilista em um comunicado.

“O impacto ambiental da indústria da moda é significativo e só aumenta. A indústria do vestuário é responsável por 20 por cento da poluição da água e 10 por cento das emissões de gás carbônico no mundo”, diz a nota do Google. “O processo de fabricação das roupas é o que mais impacta o meio ambiente. E é justamente neste nível que as marcas têm dificuldade de enxergar o todo, pois há muitas subsidiárias e subcontratadas na cadeia. Este é um problema que atinge todo o setor, pois as cadeias de produção são muito fragmentadas e pouco transparentes”.

Foto: Stella McCartney Facebook