Negócios

Lojas Renner e Havaianas estão entre as 25 marcas mais valiosas de 2019

No ranking divulgado essa semana pela Interbrand, consultoria de marcas, duas empresas de moda figuram entre as 25 mais valiosas de 2019, atrás de bancos e empresas de bebidas: as lojas Renner, em décimo lugar, avaliada em 1,531 bilhões de reais e com um crescimento de 16 por cento em relação ao ano passado e a Havaianas, em 17º lugar, com valor de marca de 735 milhões de reais e um aumento de 12 percentuais em relação a 2018.

Segundo Beto Almeida, CEO da Interbrand no Brasil, a análise do ranking de 2019 revela o sucesso das marcas que tiveram a habilidade de conectar experiências relevantes com propósitos inspiradores para seus consumidores.

"*Analisamos que as marcas que apresentaram os maiores percentuais de crescimento foram aquelas que efetivamente conectaram experiências relevantes e forneceram consistência, o que cria valor a curto prazo. Ao mesmo tempo, as marcas que articularam mensagens poderosas e autênticas para construir um posicionamento enraizado com seu propósito, obtiveram as maiores notas em força de marca. Não por acaso, isso fortalece a reputação e garante a lealdade a longo prazo*", explica Almeida no release de divulgação.

Sustentabilidade e proximidade com o consumidor

A rede de lojas Renner, que também foi ranqueada como uma das marcas mais admiradas do país, de acordo com a imagem que consta nas redes sociais, segundo pesquisa do IBEVAR - Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo, tem feito da sustentabilidade um de seus pilares. Há um ano lançou o selo Re – Moda Responsável; com coleções de jeans, a Re Jeans e mais recentemente a Re Malha, com camisetas de malha. Por meio desse selo, resíduos de tecidos e malhas são desfibrados dando origem a novos tecidos, utilizados na produção das novas coleções. Além disso a empresa conta ainda com o Instituto Lojas Renner, braço social da marca, que desenvolve e apoia projetos que promovem o empoderamento social e econômico da mulher na cadeia de valor têxtil.

A vice-presidente de negócios de sandálias da Alpargatas (do qual a Havaianas faz parte), Carla Schmitzberger explica que a empresa muda de acordo com o mercado. “Em 2019 estamos investindo mais no público jovem e na presença digital; participamos da Comic Con Experience e fizemos várias parcerias, estreitando nosso relacionamento com esse consumidor. Outro ponto importante é que fazemos um rastreamento de saúde de marca, pesquisa de uso e atitudes. Somos fiéis à nossa essência, de preços convidativos, mas com parcerias e licenciamentos temos produtos que vão de A a Z,” explica. De acordo com a executiva a marca se apoia em três pilares: benefício funcional, espírito de verão e apelo de moda e ressalta que desde os anos de 1990 já utilizavam celebridades para divulgar a marca. “Temos que estar onde as coisas acontecem,” conclui.

Metodologia utilizada

O ranking das marcas mais valiosas existe desde 2001 e é determinado por uma metodologia exclusiva e certificada, com estudos que analisam e inter-relacionam performance financeira, percepção e influência das marcas junto aos consumidores.

Em parceria com a Provokers, empresa de consultoria de marcas e negócios, foi realizada uma pesquisa em todo o Brasil, que reuniu mais de mil entrevistados que avaliaram cerca de cem marcas.Os requisitos para uma marca estar na lista das mais valiosas do Brasil são: ter origem nacional e divulgar suas informações financeiras.

A Interbrand é uma consultoria global de marca, com uma rede de 18 escritórios em 14 países. Publica anualmente os estudos Best Global Brands, Breakthrough Brands e Marcas Brasileiras Mais Valiosas, além do canal de branding com maior relevância mundial, o brandchannel. Internacionalmente, a Interbrand faz parte do Grupo Omnicom Inc.

Fotos: cortesia da Renner e das Havaianas