• Home
  • Notícias
  • Negócios
  • Pimpolho completa 60 anos e projeta crescimento de 40 por cento para 2022

Pimpolho completa 60 anos e projeta crescimento de 40 por cento para 2022

By Marta De Divitiis

26 de abr. de 2022

Negócios

Especializada na fabricação e comercialização de produtos infantis, a Pimpolho, completa 60 anos de existência e, com um modelo de gestão descentralizada, a empresa familiar projeta crescer 40 por cento durante este ano.

A diretoria da Pimpolho, já na terceira geração familiar, atua de forma consultiva junto aos gestores especializados, que têm autonomia para estabelecer coletivamente os caminhos para alcançar os objetivos de negócio. “Assim conseguimos achar caminhos a partir dos trilhados historicamente pela empresa nesses 60 anos que nos levem de fato a novas possibilidades”, pontua Ricardo Brito, diretor da empresa.

“Nossa expectativa de crescimento é arrojada, mas totalmente alinhada ao amadurecimento de nosso modelo de negócio. Estamos preparados”, afirma Brito no release de divulgação. O executivo concedeu ao FashionUnited uma entrevista exclusiva. Confira abaixo:

FashionUnited: qual será a estratégia utilizada para crescer 40 por cento em 2022?

Boa parte desse crescimento está focado em ampliar o portfólio de produtos da Pimpolho. Faz 17 anos que começamos a buscar novas alternativas aos calçados. E nós só crescemos com esses novos produtos. De 3 anos para cá começamos a investir fortemente em puericultura leve e brinquedos, focados na primeira infância, de 0 a 4 anos. Projetamos e reforçamos o time para esse crescimento com esforços nas áreas comerciais e de P & D - Pesquisa e Desenvolvimento - para esse ano buscar os 40 por cento em crescimento em vendas. Sabemos que o desafio é grande, mas os nossos 60 anos representam um grande estágio de maturidade. É uma combinação de estudo e experimentação ao longo do tempo. Entender aquilo que realmente tem aderência com a marca, a experiência no desenvolvimento de produto e a proximidade com o consumidor é parte da receita do nosso sucesso e longevidade.

Quando esse modelo de gestão descentralizada foi implementado? Como ele funciona?

O modelo parte da premissa de conferir autonomia e responsabilidade coletiva aos setores na busca pelos objetivos estratégicos de negócio. As equipes focam em suas expertises, mas compõem times multidisciplinares para diferentes projetos, gerando sinergia e colaboração. Nesse formato que desenhamos, conseguimos estar próximos aos gestores como um apoio consultivo e de mentoria, garantindo liberdade para o pensamento criativo e processos ágeis para trazerem novidades para a companhia.

Durante o isolamento causado pela pandemia, com o fechamento de lojas, qual foi a estratégia utilizada pela Pimpolho para se manter?

Nossos esforços de longo prazo fizeram com que estivéssemos mais preparados para o novo momento que se apresentava. A ampla rede de fornecedores e suprimentos amenizou o impacto geral sofrido pelo mercado diante da escassez de alguns insumos. Ter um time interno de vendas já estruturado e focado em venda remota foi um grande diferencial é referência para a criação de modelos híbridos de atendimento que pudessem garantir a operação comercial do time de campo. E a diversificação do portfólio, assim como a pronta entrega, se destacou como um diferencial competitivo ímpar, pois estávamos aptos a fornecer ao varejo um sortimento amplo e com entrega garantida.

A Pimpolho foi fundada em fevereiro de 1962, na cidade de Vila Velha (ES), pelo empreendedor José Tavares de Brito, ao lado da esposa, Nilza Vieira de Azevedo. Hoje, a gestão é feita pela terceira geração da família Brito. Presente em mais de 3 mil cidades brasileiras e 40 países, a marca familiar soma mais de 3 mil produtos em seu portfólio, como calçados, meias, acessórios, vestuário, brinquedos e produtos voltados para a saúde e bem-estar de bebês e crianças de 0 a 4 anos.

Fotos: cortesia Pimpolho