Cultura

Sesc Avenida Paulista realiza ação e debate sobre Moda e Direitos Humanos

Dia 11 de setembro, o Sesc - Serviço Social do Comércio - em sua unidade na Avenida Paulista, em São Paulo, realizará uma ação entre as 14h e 17h, seguida de debate às 19h30. O evento, Fazendo Moda e (Re) Criando Arte, terá a participação dos estilistas Ronaldo Fraga e Gustavo Silvestre, mediados pela doutora em História Maria Claudia Bonadio. Quem quiser participar tanto da ação, como do debate, precisa retirar um ingresso uma hora antes, no segundo andar do edifício do Sesc Avenida Paulista.

Ação Artística de Bordado Livre

Às 14h, no andar térreo do edifício as Meninas da Barra, grupo de bordadeiras profissionais de Barra Longa, em Minas Gerais, cidade atingida pelo rompimento da barragem de Mariana, fará uma apresentação. O público receberá das profissionais noções básicas de bordado livre. Quem quiser poderá levar linhas e tecidos, que também serão disponibilizados aos visitantes. Vale dizer que o grupo colaborou na coleção de Ronaldo Fraga apresentado em 2018 no SPFW e tem três vestidos que hoje fazem parte do acervo do MASP - Museu de Arte de São Paulo.

As Meninas da Barra preservam os conhecimentos e a tradição do bordado que chegou na região no século XVIII através dos colonizadores portugueses e hoje gera renda e destaque para o trabalho feminino, de acordo com o release do evento. "O grupo, formado em 2017, é constituído por cerca de 30 mulheres de 17 a 80 anos, e desempenha um importante papel na remuneração das famílias, além de colaborar com o fortalecimento da economia local,“segundo o site da Fundação Renova, entidade responsável pela mobilização pela reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem do Fundão em Mariana. A Fundação conta com 42 programas que se desdobram em vários projetos de longo prazo.

Conversa sobre moda e projetos sociais

O debate irá abordar iniciativas de estilistas e designers que atuam em vários projetos sociais e a relação com o tema dos Direitos Humanos. Mediada pela doutora especializada em moda brasileira, Maria Claudia Bonadio a discussão tratará resultados positivos trazidos a partir da união entre o trabalho criativo da moda e o resgate de cidadania e dignidade humana das pessoas envolvidas (membros da população carcerária e atingidas por barragens), segundo o release de divulgação do Sesc Avenida Paulista.

Ronaldo Fraga costuma trabalhar em suas coleções com coletivos de bordadeiras e artesãs das várias regiões brasileiras e Gustavo Silvestre tem um trabalho significativo com os detentos do Presídio Adriano Marrey em Guarulhos, São Paulo. Juntos desenvolvem coleções de crochê sendo que alguns ex-presidiários hoje trabalham como colaboradores ao lado do designer. Maria Claudia Bonadio é autora dos livros Moda e Sociabilidade (2007) e Moda e Publicidade (2014) e atua na Universidade Federal de Juiz de Fora, MG.

Fotos: Cortesia da Agência Fotosite (Desfile As Mudas) e de Ana Collla (Barra Longa)