Feiras

Vista Fair apresenta ao mercado o Verão 2020 em lingerie e moda praia

Entre os dias 26 e 28 de maio aconteceu a primeira edição da Vista Fair, feira de Lingerie, Moda praia e Fitness, no Centro de Eventos Pro Magno em São Paulo.

Idealizada pela executiva Ana Flores, conhecida por promover e dirigir feiras do segmento de lingerie, fitness e moda praia para promotoras nacionais há mais de 20 anos, a Vista Fair é a primeira feira que realiza por meio de sua empresa A&F Produções. “*Quis realizar uma feira para que os visitantes pudessem conectar moda, tecnologia, informação e inclusão, criando um novo ambiente de negócios para a moda brasileira,” *disse Ana. Foram apresentadas coleções de 36 marcas, entre fios, tecidos, aviamentos e lingerie, moda praia e fitness. Marcas como a Amni Rhodia; ArtStilo; Bordados Afrodite; La Bamba; D’jour; Liebe; Pliê; Recco Lingerie; Triumph e Valisère entre outras estiveram presentes. O evento contou também com um ciclo de palestras, que abordou temas como consumo e lifestyle, e-commerce, gestão de compra e estoque para varejo.

Segundo dados do IEMI – Inteligência de Mercado, especializado em estudos do mercado de moda, o Brasil produziu em 2017 aproximadamente 813,8 mil peças de moda íntima, 4,5 por cento a mais que no ano anterior. Mesmo sofrendo com a crise interna, de acordo com o IEMI, a moda íntima, praia e fitness são nichos de melhor recuperação, retomando os níveis de produção pré-crise. O principal grupo consumidor são os de classe B e C, que corresponde a 62 por cento da população e 70 por cento do consumo de vestuário.

Renato Leme, Diretor da Abit – Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção – que apoiou o evento, citou a resiliência do segmento de confecção no Brasil, a despeito do cenário econômico nebuloso.” *Apesar das dificuldades que estamos enfrentando a indústria têxtil e de confecção continua batalhando e investindo; tenho certeza que aqui serão fechados muitos negócios,” *concluiu.

Fios tecnológicos são destaque na feira

A Nilit Sensil, que conta com fábrica em Americana, SP, além de China e EUA e Israel (onde fica sua matriz), especializada em poliamida foi a patrocinadora máster da feira. O destaque apresentado pela empresa na Vista Fair foi o Diamond, fio com toque suave, mas que apresenta um brilho perolado, similar ao lurex, que pode ser usado em tecidos para moda íntima mais sofisticada e também para moda casual. A matéria-prima, poliamida 6.6, suporta altas temperaturas, tornando o tecido mais íntegro mesmo após tingimento. Além dele, há o fio Sensil Breeze, que reduz a temperatura do corpo em até um grau; Sensil Heat, que mantém a temperatura do corpo; Sensil Anti-Odor e o Sensil Innergy, ativador da circulação sanguínea. Esses fios foram desenvolvidos especialmente para tecidos utilizados em peças esportivas, embora possam ser usados na moda em geral. Ecocare, é um fio reciclado de resíduos da produção industrial e que oferece um branco perfeito, que pode ser tingido em qualquer cor.

A Rhodia, empresa do Grupo belga Solvay, com sede em Bruxelas e que completa esse ano um século no Brasil, apresentou no evento seu lançamento, o Amni Dynamic, fio de poliamida inteligente, que oferece secagem 40 por cento mais rápida que o algodão, garantindo conforto ao usuário, especialmente os praticantes de esportes. O fio também é indicado para peças de moda praia. Além dele a empresa deu destaque para o Amni Soul Eco, primeira poliamida biodegradável – se degrada em até três anos - no mundo, desenvolvida totalmente nos laboratórios da empresa no Brasil. Outra poliamida inteligente, Emana, conta com tecnologia de minerais bioativos que estimulam a microcirculação sanguínea.

Bojo Tek desenvolve bojo ergonômico

A empresa, sediada em Nova Rezende, Minas Gerais, trouxe os bojos BT 8000 e BT 9000, que se adequam aos seios com estrutura anatômicas, com medidas antropométricas, espuma elástica, flexível e com cavas mais altas – que abraça o seio com mais conforto. O BT 8000 tem cobertura total e o BT 9000, com cobertura total e push-up, com bolha interna gradual invisível, que se acomoda à forma do peito, aumentando o volume de forma suava. Dois tipos de espuma, a Standart + (com mais tenacidade), que fica mais agradável quanto mais se usa e se lava. A outra espuma New Soft, vem com memória e é muito leve, oferecendo mais conforto. A empresa produz mensalmente 2.700.000 pares de bojos.

Aposta na diversidade traz novas tonalidades e novos tamanhos tanto na lingerie como na moda praia

O mercado de moda íntima, assim como na moda praia e *fitness *vem ampliando sua área de atuação. Hoje em dia muitas marcas estão prestando mais atenção aos consumidores com mais de 50 anos (que representam uma das maiores fatias do mercado, contando com 54 milhões de pessoas) e aqueles que não se encaixam nos tamanhos-padrão.

Entre as empresas que estão contemplando o consumidor mais idoso, a Recco se destaca. Paranaense, fundada em 1979, hoje conta com dois parques industriais nos municípios de Maringá e Munhoz de Melo, produzindo 1,8 milhões de peças anuais. Na lingerie e lingerie noite a marca trouxe uma linha chamada 60+, embora todas as linhas busquem atender todos os tipos de público. Especial para a mulher madura, mas com apelo de moda,as peças da coleção 60+ vêm com rendas, recortes e cores diferentes, que fogem do tradicional bege. Uma linha *homewear *complementa a coleção. Outra indústria que apostou em novos nichos de mercado está a Plié, paulista, que conta com mais de quatro mil pontos de venda no Brasil. A empresa ampliou a linha Maternity, especial para as gestantes, agora em novas cores nas leggings, e uma micro coleção *fitness *para elas, com reforço na base da barriga. As tonalidades nudes aumentaram seu leque e chegam desde o bege rosado ao marrom cacau, que valoriza a pele negra. Outra empresa que apostou na diversidade foi a cearense Liebe, fundada em 2005 e que trouxe peças para todos os tamanhos e gostos, em várias linhas e tonalidades diferentes de nude.

Na moda praia, a D’Jour chegou ao mercado em novembro de 2018, com coleção exclusivamente Plus Size. Segundo Elaine Gutierres Avir, proprietária da marca, a ideia partiu da percepção do nicho de mercado – havia poucas marcas de moda praia plus size. Maiôs e biquínis, estes últimos para atender consumidoras mais jovens, adolescentes, com numeração 44 ao 54, com detalhes de recortes, drapeados, estampas exclusivas, com florais, estampa de animal estilizado. “ *Senti que esse segmento, de moda plus size era um bom nicho de mercado, especialmente para meninas mais novas, pois tenho muitas adolescentes entre minhas clientes,” *justifica Elaine. Outra marca de moda praia, a La Bamba, cuja sede fica no bairro do Brás em São Paulo e está comemorando cinco anos em 2019, trouxe como extensão da coleção o Plus Size, do 46 ao 50, ampliando seu mix de produtos. Aproximadamente 15 por cento das mais de 120 referências, é voltado para esses tamanhos maiores.

T-Jama traz conforto ao homewear

Desenvolvida pela família Abravanel, famosa devido ao ator Thiago e seu avô, Silvio Santos, a T-Jama veio com o conceito de trazer pijamas e *homewear *que combinem conforto, qualidade e um tom lúdico nas peças. Nova, a marca chegou ao mercado em outubro de 2018 e as vendas acontecem, por enquanto, via e-commerce. Na feira, buscam vender em multimarcas.

A marca trouxe estampas exclusivas, em malhas de algodão e tecidos planos, viscolycra, moleton e tecido de algodão reciclado, este último com uma linha especial. Camisolas com ares de vestido, conjuntos de short e camisas que podem sair de casa e ir para rua, camisetas e calças compridas complementam a coleção, que no inverno e no verão 2019-20, apresentam-se com tonalidades vibrantes como o turquesa, vermelho, pink e amarelo.

Com peças masculinas, femininas e infantis, estas últimas para melhorar o encaixe das peças na hora do corte e evitar desperdício de tecidos, a marca atende a toda família. *“Os retalhos que sobram são doados a ONGs de reciclagem, nada é desperdiçado”*explica Ligia Marina Abravanel Corti, uma das sócias da empresa. Cada coleção conta com mais de 120 peças e atende a qualquer perfil de consumidor, do PP ao 5G.

Vista Fair faz parceria com U.Mode – plataforma digital

João Risoleo, CEO da U.Mode, lançou na feira as plataformas digitais U.Mode Flow e U.Mode Content. A primeira auxilia em toda a gestão horizontal do processo de pesquisa, criação e desenvolvimento de produtos. Por meio da plataforma é possível gerir todo o processo com datas e prazos, alertas automáticos. A utilização da ferramenta se dá por meio de uma assinatura mensal, que varia conforme o número de usuários. *“Já a U.Mode Content é gratuita e vem para munir o profissional de moda com conteúdos relevantes: pesquisas internacionais; eventos e feiras e dados estatísticos,” *explica Risoleo. De acordo com o executivo é possível assistir nessa plataforma ao ciclo de palestras e debates que ocorreram durante a feira.

Resultados da primeira edição agradam expositores

“Fiquei muito feliz com o resultado da primeira edição da VISTAFAIR porque o evento cumpriu seu propósito de apresentar o inédito ao mercado, o futuro. Juntamente com nossos patrocinadores, expositores e palestrantes da ARENA VISTA, conseguimos mostrar aos visitantes a ideia de vestir inovação e oferecer ao consumidor toda a gama de possibilidades que o segmento está alcançando. Demos um up no mercado, conectando moda, tecnologia, informação e inclusão, criando um novo ambiente de negócios para a moda brasileira”, declarou Ana Flores, que adiantou a data da próxima edição: de 24 a 26 de maio de 2020.

Entre os expositores o resultado da feira também foi bastante satisfatório. Caio Benevites, diretor da Liebe Lingerie destacou a presença de lojistas de vários estados. “*Recebemos clientes e novos lojistas do interior e capital de São Paulo, Minas Gerais, Bahia e de estados do Sul do Brasil. A feira é importante porque o lojista sai de seu habitat natural e vem para um novo ambiente, voltado para lançamentos do segundo semestre e também para ampliar seus conhecimentos, por meio das palestras que podem assistir,” *completou. Já Fabianne Pacini, diretora de marketing da Nillit Sensil, garantiu que a feira superou expectativas, pois receberam representantes de tecelagens e malharias, interessados nos fios tecnológicos. *“Nos três dias de evento recepcionamos muitos visitantes de São Paulo e estados como Espírito Santo, Goiás e Minas Gerais; além disso estar na Vista Fair é apoiar o mercado do segmento de lingerie, fitness e moda praia, com uma visão de longo prazo e foco em valor agregado,”*justificou. Raquel Marinho, estilista da Bojo Tek destacou a ampla visitação de confeccionistas, interessados nos bojos de alta tecnologia. Silvia Cristina Agnelli, gerente comercial da T-Jama disse que a feira foi uma excelente oportunidade para apresentar a marca e o conceito dela aos lojistas. Pretendem voltar na próxima edição.

Fotos: Galli Fotos, cortesia Liebe/divulgação, cortesia D’Jour/divulgação, cortesia T-Jama/Divulgação