• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Abit apoia mobilização da indústria têxtil quanto às demandas da pandemia COVID-19

Moda

Abit apoia mobilização da indústria têxtil quanto às demandas da pandemia COVID-19

By Marta De Divitiis

25 de mar. de 2020

A Abit - Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção - anunciou essa semana (24) por meio de um vídeo em que Fernando Pimentel, presidente da entidade, explica que o parque manufatureiro nacional, desde as fiações até a fabricação de roupas, está procurando atender as demandas mais urgentes relacionadas à pandemia.

“Buscando superar os desafios presentes, nos locais onde as fábricas podem funcionar, estão trabalhando para converter seus processos de fabricação na produção de equipamentos de proteção como máscaras, aventais, abrigos e outros produtos, muitos dos quais vinham sendo importados, buscando atender às necessidades geradas pela pandemia do novo coronavírus,”afirmou.

De acordo com o executivo a Abit está mobilizada para coordenar essa ação nacional junto aos sindicatos e as lideranças regionais, dada a capilaridade das fábricas e de reposicionamento da produção, com a rapidez necessária para poder atender à urgência da situação. No entanto adverte que a conversão depende das características das fábricas, da disponibilidade de trabalho face às restrições existentes em estados e municípios, da disponibilidade de matéria-prima adequada (que atende as especificações técnicas), bem como da logística e mobilidade possíveis no contexto das medidas restritivas.

A entidade enfatiza que a indústria têxtil e de confecção brasileira está bem estruturada em termos de recursos humanos, parque produtivo e know-how para atender o país. “São aproximadamente 28 mil empresas que empregam formalmente 1,5 milhão de pessoas”, conclui.