• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Cross Collection da Amaro costura realidade virtual e real

Moda

Cross Collection da Amaro costura realidade virtual e real

By Marta De Divitiis

22 de jun. de 2020

Eleita uma das mais inovadoras empresas da América Latina, a Amaro, marca de moda digital, dá mais um passo no universo virtual. Os jogadores do game Animal Crossing poderão interagir com a modelo virtual da marca, Mara, que estará buscando peças exclusivas. Os modelos de roupas escolhidos farão parte da próxima coleção cápsula, a ser lançada no segundo semestre desse ano.

A ideia foi desenvolvida partindo do mapeamento de tendências globais e de dados de hábitos de consumo do público feminino no Brasil, de acordo com o release de divulgação. Por meio deste estudo foi detectado o crescimento do uso do game nos últimos três meses e a adoção dele entre fashionistas que viram ali uma oportunidade de desfilar seus looks durante o isolamento social exigido para evitar a propagação do COVID-19.

“As pessoas encontraram no Animal Crossing uma plataforma para desfiles e trocar informações de moda. Decidimos então que, mais poderoso do que recriar peças da Amaro no jogo, seria reconhecer as criações originais dos usuários e transformar essa inspiração digital na próxima coleção real da marca”, justifica Rafael Caldeira, diretor executivo de criação da Soko, que assina a direção criativa da ação.

Para inspirar as peças que farão parte do catálogo da marca, as jogadoras deverão interagir com a Mara no próprio game, onde o avatar já se encontra. Para tanto é necessário inserir um código que está publicado nos perfis da Amaro no Twitter. Daí o usuário pode visitar o avatar e mostrar o look criado. O time de estilistas irá registrar na página do Instagram (amarocrosscolection) os melhores trajes e todo o processo de criação para o mundo real, com estudos de cor e tecidos, inclusive.

A coleção irá contar com 15 peças entre camisetas, vestidos, calças, casacos e acessórios. Os criadores dos looks escolhidos irão receber um voucher de 400 reais para fazer compras na própria loja. A diretora de criação da marca, Luciana Cardoso, explica no release que a Amaro está sempre propondo lançamentos que misturam o apelo fashion e o tecnológico. “Como somos uma marca nativa digital entendemos que as barreiras entre o online e offline estão cada vez mais tênues,”conclui.

Imagem: cortesia Amaro