• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Farfetch lança campanha mundial e nova identidade de marca

Moda

Farfetch lança campanha mundial e nova identidade de marca

By Marta De Divitiis

17 de set. de 2020

O marketplace de moda de luxo Farfetch lançou nesta quarta-feira dia 16 a campanha global “Open Doors to a World of Fashion” (Abrindo Portas Para o Mundo da Moda), em mídia impressa, online e nas redes sociais. Entre as estratégias escolhidas para a divulgação está um filtro no Snapchat, que oferece visitas às boutiques de luxo internacionais, conversas relevantes com nomes da moda pelo Instagram e um desafio para os participantes do TikTok. A campanha tem por base os pilares: Iconic Fashion; Global Fashion; Inclusive Fashion; Conscious Fashion e Future Fashion (Moda Icônica; Moda Global; Moda Inclusiva; Moda Consciente e Moda do Futuro).

Simultaneamente a empresa divulgou uma nova identidade de marca, desenvolvida pelo escritório de design Bureau Borsche, com sede em Munique, na Alemanha e um novo monograma em parceria com a Colophon Foundry, chamado Farfetch Fuse. O novo monograma representa dualidade da marca, plataforma que une o clássico e o moderno, o estabelecido e o experimental, o romântico e o revolucionário, segundo o release de divulgação.

Daniel Funis, vice-presidente da Farfetch América Latina, falou com exclusividade para o FashionUnited. Leia abaixo.

FashionUnited: como será a campanha no Brasil? Os conteúdos especiais no Instagram serão com quais personalidades?

A campanha tem duração de 5 semanas e no Brasil vamos amplificar todo o conteúdo desenvolvido pelo time global, atuando tanto nos nossos canais proprietários como mídia paga. Além disso, cada semana traremos em formato de vídeo no Instagram da empresa com um nome relevante do mercado da moda para abordar um dos cinco pilares da campanha. Entre os criadores de conteúdo, estão: a jornalista e apresentadora Lilian Pacce; o modelo e influenciador Gabriel Gontijo; a Youtuber e Drag Queen Bianca DellaFancy; a consultora de moda sustentável Giovanna Nader e o consultor e palestrante André Carvalhal. Os vídeos serão postados ao longo das próximas semanas. Também trabalharemos a divulgação de marcas presentes na plataforma que se encaixam dentro desses temas.

A nova identidade foi pensada antes da pandemia ou durante, em virtude dela?

O projeto de rebranding e da nova campanha é anterior a pandemia mas todo o projeto com a agência aconteceu durante, sendo feito por reuniões a distância e o planejamento e execução ocorreram em meio a quarentena. Isso torna a campanha ainda mais memorável porque exigiu uma forma de fazer muito diferente e mesmo assim conseguimos implementá-la globalmente com muita qualidade e sucesso.

A empresa teve aumento de vendas no Brasil, durante a pandemia?

A Farfetch Global cresceu 48 por cento no segundo trimestre de 2020. Não informamos dados por região, mas o crescimento geral se faz muito por conta de novos clientes que aderiram às compras online na quarentena.

Quais as mudanças observadas no comportamento do consumidor durante a pandemia?

Percebemos um aumento na busca por malhas e moletons, além de itens relacionados a casa. Em contrapartida, a procura por vestidos caiu 58 por cento, por ser um item mais relacionado a ocasiões sociais. Outro fator interessante de comportamento é a redução das viagens (2020 teve menos 34 por cento em relação a 2019) o que fez com que o orçamento de compras destinado para essas ocasiões fossem usados para compras locais. O horário de acesso também sofreu alteração, com as visitas ocorrendo mais tarde, entre 0h e 4h da madrugada que é duas vezes mais representativo do que era antes, sendo tão expressivo quanto o da manhã, das 8h às 12h.

A Farfetch foi fundada em 2007 por José Neves e lançada em 2008, começando como um mercado de comércio eletrônico para boutiques de luxo. Hoje conecta clientes em 190 países a itens de mais de 50 países e mais de 1100 marcas, boutiques e lojas de departamento do mundo.

Foto: cortesia Farfetch