• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Instituto C&A apresenta ganhadores do Prêmio Fashion Futures

Instituto C&A apresenta ganhadores do Prêmio Fashion Futures

By Marta De Divitiis

15 de dez. de 2021

Moda

Foram anunciados os ganhadores do prêmio Fashion Futures numa live nas redes sociais do Instituto, dia 8 de dezembro, quarta-feira. Pilar social da varejista, o Instituto selecionou entre os 323 inscritos, 4 iniciativas e uma personalidade. Ao todo distribuíram 180 mil reais, com o objetivo de pensar o futuro da moda, segundo release de divulgação. Vejam os contemplados:

Design Sustentável

Na categoria Design Sustentável, a Liga Transforma Moda Sustentável foi a ganhadora de 30 mil reais e o apoio para desenho de desenvolvimento de seu negócio. A organização, de Salvador (BA), tem o objetivo de fomentar articulações estratégicas no mercado da moda e de outros segmentos para captação de resíduos têxteis e, a partir disso, levantar investimentos de capital para aplicação em práticas de impacto social a favor do protagonismo feminino de mulheres em vulnerabilidade e risco social.

Negócio de Impacto Social

Em Negócio de Impacto Social, o projeto escolhido para receber 30 mil reais, além de apoio para desenho de desenvolvimento do negócio, foi o da Daterra Project, uma iniciativa socioambiental que desenvolve tecidos sustentáveis a partir do reaproveitamento de resíduos têxteis de confecções de jeans em Riacho das Almas (PE), região do Agreste que concentra o segundo maior polo têxtil do país.

Projeto Social

O Ateliê TRANSmoras foi o ganhador de 50 mil reais na categoria Projeto Social. O coletivo, de Campinas (SP), vem desenvolvendo tecnologias por meio da moda, utilizando a transmutação têxtil e a reutilização de materiais descartados, para reduzir as vulnerabilidades das pessoas trans em um contexto de insegurança, visando a autonomia de suas produções artísticas.

Inovação e Tecnologia

O projeto Las Comas Confecção Comércio e Serviços, de São Paulo (SP) foi o ganhador na categoria de Inovação e Tecnologia, que recebeu um incentivo de 50 mil reais e mais investimento e apoio no desenvolvimento de projetos de captação de recursos. Ela foi responsável pelo desenvolvimento da Oricla, uma solução que sistematiza a criação e produção de novos tecidos, feitos mediante upcycling, a partir de resíduos têxteis gerados na fase do corte em confecções.

Personalidade de Moda

A criadora do projeto Modativismo, na Bahia, Carol Barreto, foi premiada com 20 mil reais e treinamento por meio de um programa de desenvolvimento de liderança. Mulher negra, jovem, artista e empreendedora, Carol também é autodidata em design de moda e busca criar coleções em uma perspectiva afrofuturista na tentativa de romper com os repetidos estereótipos de negritude e de baianidade.

O Fashion Futures contou com uma banca de avaliação formada por um time renomado que atua no universo da moda: Michele Simões, do Meu Corpo é Real; Lucilene Dacinguer, da Colabora; Fernanda Simon, da Fashion Revolution; João Souza, diretor Comercial e de Produtos do Feminino da C&A; Isaac Silva, da Isaac Silva Brand; Day Molina, da Nalimo; Patrícia Sant’Anna, da Tendere; Adriana Barbosa, da Feira Preta; Marcelo Banfi, professor e stylist e Hanayrá Negreiros, da Revista ELLE.

O Instituto C&A tem 30 anos de história e como principal objetivo promover impacto social nas comunidades no entorno das lojas, centros de distribuições e escritório central em todo território brasileiro.

Fotos: cortesia Instituto C&A, Liga Transforma, Daterra Project, Ateliê Transmoras, Las Comas e Carol Barreto

C&A
design sustentável
inovação e tecnologia
Instituto C&A
projetosocial
Sustentabilidade
UPCYCLING