• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Marketplace C&A recebe 6 marcas de empreendedores negros

Marketplace C&A recebe 6 marcas de empreendedores negros

By Marta De Divitiis

18 de out. de 2021

Moda

O Instituto C&A em ação com a PretaHub, aceleradora do empreendedorismo negro, leva seis marcas participantes do programa Afrolab Moda by Instituto C&A para o marketplace da varejista. São 530 peças das grifes Santa Resistência; Kioo Moda (infantil); Wmayden Brand; Mapa Lingerie; Vista Nove e Jazzngz que entram no site a partir de quarta-feira (20).

"Os produtos estarão reunidos dentro da plataforma em um espaço batizado de "Nosso Encontro", iniciativa que o Instituto quer tornar perene promovendo marcas e empreendedores ligados a diversas causas sociais," explica Gustavo Narciso, gerente executivo do Instituto C&A.

Em suas redes sociais, a C&A vai realizar campanhas para divulgar a Feira Preta, plataforma que há 20 anos se dedica a impulsionar o empreendedorismo e a cultura negra, além de contar as histórias das seis marcas selecionadas e seus criadores.

A ideia, diz o executivo, é que essas potências negras também tenham destaque no mundo da moda, "ainda extremamente branco, magro, heterossexual e, dentro da liderança, masculino. A proposta é que ocorra um consumo plural, multirracial. Trata-se de um fomento ao empreendedorismo negro, para que todos comprem de empreendedores pretos", argumenta Narciso.

O Instituto C&A - braço social da C&A Brasil - atua no fortalecimento de comunidades por meio da moda no voluntariado corporativo e no fomento ao empreendedorismo dos grupos sociais que lutam para afirmar seus direitos (populações periféricas, LGBTQIA+, mulheres negras, migrantes e refugiados, entre outros). Com 30 anos de história, o instituto tem como principal objetivo promover impacto social nas comunidades no entorno das lojas, centros de distribuições e escritório central em todo território brasileiro.

Criada pela empreendedora Adriana Barbosa, a Feira Preta é o maior espelho vivo das tendências afro-contemporâneas do mercado e das artes da América Latina, além de ser o espaço ideal para valorizar iniciativas afro-empreendedoras de diversos segmentos.

A PretaHub é uma aceleradora do empreendedorismo negro no Brasil. Um centro de criatividade, inventividade e tendências pretas. É uma evolução da experiência de 18 anos da Feira Preta, maior evento de cultura e economia negra da América Latina, que em 2018 atingiu sua maioridade.

Foto: cortesia Instituto C&A