• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Smiley traz positividade em coleções de marcas nacionais

Smiley traz positividade em coleções de marcas nacionais

By Marta De Divitiis

8 de out. de 2021

Moda

Nascido nos anos 70, o Smiley se tornou ao longo dos últimos 50 anos, símbolo da positividade e da alegria. A marca, criada em 1971 por Franklin Loufrani, já nos anos 1980 era associada à cena de música eletrônica e à juventude. Em 1997 ele se tornou o conhecido emoji que vemos até hoje. A marca tem se destacado dentro do mercado, inclusive no cenário fashion, em estampas e detalhes de peças cheias de estilo e comunicativas.

Com campanhas focadas na sustentabilidade, colocando o planeta e os seres humanos à frente, colaborando em campanhas sociais, está presente no varejo global em mais de 90 grandes cidades, em collabs com mais de 60 marcas. Só no primeiro semestre de 2021 a companhia teve um aumento de 80 por cento dos royalties em relação a 2020 e a perspectiva para 2022 é de um incremento de aproximadamente 200 por cento, segundo divulgação da compania.

"Existe uma forma rápida de associação de ícones mundialmente conhecidos para transmitir sentimentos e a moda se apropria disso; essas coleções coloridas, são um ensaio de volta para vida, uma celebração, já que passamos quase dois anos em cocooning, envoltos em casulos” explica com exclusividade ao FashionUnited Luciane Robic, sócia-fundadora do IBModa - Instituto Brasileiro de Moda. “Esses ícones facilitam um formato de criação que traz um reconhecimento da linguagem que queremos focar na moda,”conclui.

Coleções cápsula retratam a alegria

No Brasil a Farm Rio, a C & A, a Youcom, a Riachuelo e a Jolie By Monte Carlo fizeram coleções no primeiro semestre, todas com bastante sucesso. As campanhas, especialmente a da Farm e a da Jolie transmitem toda a alegria que o emoji reflete.

“Trazer um ícone atemporal de felicidade como Smiley mesclado à energia alto astral da nossa criação resultou em uma coleção colorida e que fala muito sobre como o nosso humor pode melhorar a partir da roupa que usamos”, afirma Kátia Barros, diretora criativa da Farm.

Patrícia Balbi, diretora criativa da Monte Carlo explica que “o lançamento reforça nosso desejo por um mundo melhor. Estamos começando a curar as feridas advindas da pandemia e a moda acompanha esse clima de esperança e a vontade de se expressar de forma mais leve e colorida. Nossa coleção segue essa tendência, uma vez que acreditamos no poder e capacidade das cores de impactar nosso humor,” disse a executiva.

Fotos: Cortesia Farm, Monte Carlo e C&A