Victoria’s Secret dará fim a desfile anual na TV

fashion

Victoria’s Secret dará fim a desfile anual na TV

fashion newsMay 14, 2019by Marjorie van Elven

É o fim de uma era: a marca de lingerie americana Victoria’s Secret está “repensando” seu famoso desfile anual, transmitido há quase vinte anos e conhecido pelas modelos adornadas com asas de anjo. A notícia veio num comunicado de Les Werner, CEO da L Brands, empresa dona da marca Victoria’s Secret, enviado aos funcionários e obtido pelo jornal americano The New York Times. Werner teria dito que a marca “precisa evoluir e mudar para continuar crescendo” e que a televisão não é mais “a melhor opção”. Ele teria dito também que a empresa pretende desenvolver “um novo tipo de evento” para novas plataformas, mas não deu mais detalhes.

A primeira edição do Victoria’s Secret Fashion Show foi transmitida em 2001. Ao longo dos anos, o desfile foi responsável por ampliar a fama de várias modelos brasileiras, incluindo Gisele Bündchen, Adriana Lima e Alessandra Ambrosio. No entanto, poucas mudanças foram feitas no formato do evento desde então, o que cansou o espectador. No ano passado, o evento teve sua pior audiência de todos os tempos: 3.3 milhões de espectadores. Cinco anos antes, quase 10 milhões de pessoas assistiram ao desfile.

Além da falta de inovação no formato, o evento também tem sido amplamente criticado pela falta de diversidade física e racial das "angels". A consumidora de lingerie de hoje quer se ver representada e por isso tem migrado para marcas mais inclusivas, como a Savage x Fenty, da cantora Rihanna, que tem mais opções de tamanhos e levou mulheres de várias cores e tipos físicos à passarela da semana de moda de Nova York do ano passado.

As vendas da Victoria’s Secret tem caído tanto quanto a audiência do desfile. No começo deste ano, a marca anunciou que irá fechar mais de 50 lojas só na América no Norte. Em 2018 mais de 30 lojas da marca fecharam suas portas.

Foto: Facebook Victoria's Secret