• Home
  • Notícias
  • Moda
  • Walério Araújo dá espaço à causa da hipertensão pulmonar no SPFW

Walério Araújo dá espaço à causa da hipertensão pulmonar no SPFW

By Marta De Divitiis

8 de jun. de 2022

Moda

Na última sexta-feira (03), o SPFW - São Paulo Fashion Week - foi palco para uma ação entre a Janssen e a Abraf - Associação Brasileira de Apoio à Família com Hipertensão Pulmonar e Doenças Correlatas durante o desfile de Walério Araújo. Logo no início do desfile a passarela foi tomada por pacientes com hipertensão pulmonar (HAP), vestidos pelo estilista. As peças foram estampadas com borboletas azuis, que em função de sua natureza rara, mesma característica da HAP, é símbolo da campanha A Vida Merece Um Fôlego e inspiração para Walério no processo de criação de sua coleção.

Segundo Araújo, a moda é muito mais que tecidos e cores e sempre buscou dar visibilidade a causas por meio do trabalho. "E com essa parceria com a Janssen não foi diferente. Criei dez looks exclusivos para pacientes com hipertensão arterial pulmonar desfilar junto aos modelos profissionais, enquanto forma de colocar a conscientização da doença sob os holofotes e ampliar sua visibilidade na sociedade. Quis fazer um desfile lindo com propósito,” disse com exclusividade para o FashionUnited.

Pacientes na passarela

Entre os modelos estavam sete pessoas que vivem com a doença: Sheila Sant'Anna, Laura França, Tadeu Santos de Oliveira, Bruna Maciel, Erineuda Silva, Vaneide Mendes Ferreira e Nathalia Uekita. "Foi emocionante vê-los na passarela de um evento como a SPFW. Foram eles os protagonistas da campanha, e o desfile foi um momento especial para todos. Foi também uma oportunidade de dar visibilidade à hipertensão pulmonar, uma doença tão grave e pouco conhecida. Precisamos chamar a atenção não apenas para a doença, mas principalmente para as pessoas que vivem com ela", comenta Flávia Lima, presidente da Abraf.

Flávia ressalta que 2022 é um ano importante para a hipertensão pulmonar, ano em que o tratamento no SUS está sendo atualizado. “O tratamento progrediu nos últimos anos, principalmente com as terapias combinadas. Mas, apesar dos avanços, o PCDT - Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas, que é o documento que norteia o tratamento no SUS, não é atualizado desde 2014. Aliás, ele já nasceu defasado.

Para Aniela Branco, líder médica de doenças raras na Janssen, o desfile foi uma oportunidade única de dar visibilidade aos pacientes de HAP e disseminar conhecimento sobre essa doença rara e de grande impacto na qualidade de vida das pessoas. "A HAP é uma doença progressiva, de difícil diagnóstico e atinge mais de 2,4 milhões de pessoas no mundo. Nos últimos três anos, a Janssen tem realizado a campanha A Vida Merece Um Fôlego que busca dar voz aos pacientes, além de contribuir com o diagnóstico precoce e busca pelo tratamento adequado. Trazer esse tema para a SPFW faz parte do nosso foco em inovar também na forma de conscientização. Queremos promover essa campanha educativa ampliando a visibilidade da HAP e agregando diversidade ao evento,”disse a médica para o FashionUnited.

A publicitária Laura França, que desfilou, destacou a oportunidade de mostrar num evento grande o que é a HAP e a necessidade de atenção e cuidado com os pacientes. É a moda a serviço de causas nobres e necessárias.

Fotos: Cortesia Abraf

A Vida Merece um Fôlego
Abraf
Aniela Branco
Flávia Lima
HAP
Janssen
Walério Araújo