• Home
  • Notícias
  • Varejo
  • E-commerce Hering cresce 165 por cento no 2T de 2020

Varejo

E-commerce Hering cresce 165 por cento no 2T de 2020

By Marta De Divitiis

17 de ago. de 2020

O segundo trimestre de 2020 da Hering teve como destaque o crescimento do e-commerce em 165 por cento (em relação ao mesmo período de 2019), com vendas de 40 milhões de reais, que correspondem a 28,4 por cento do faturamento, de acordo com o release divulgado dia 13 de agosto, quinta-feira.

"O e-commerce tem funcionado como um grande laboratório de cauda longa para testarmos novas tendências, atributos, identificarmos comportamentos e soluções para nossos clientes,” a empresa explica no release de divulgação.

Ainda segundo a nota, a companhia investiu fortemente na geração de conteúdo digital aumentando o engajamento nas redes sociais, que somam 3,5 milhões de seguidores. Além disso a ampliação dos canais de atendimento direto ao cliente contribuiu para esses resultados. Os clientes digitais somam 71 por cento dos novos clientes.

Mesmo afetado pelo fechamento de lojas físicas, que perderam representatividade, os resultados foram expressivos com aumento de 211,8 percentuais do lucro líquido, somando 126,9 milhões de reais. O lucro líquido semestral contabilizou 131,9 milhões de reais contra 87,4 milhões de reais no mesmo período de 2019, uma variação de 51 percentuais a mais.

Vale ressaltar que foi observado nas compras físicas que os clientes passam um tempo menor de permanência nas lojas, com vendas menos assistidas e focados nos produtos essenciais e categorias chave. Mesmo assim houve aumento de vendas de peças por atendimento (22,7 percentuais a mais), com tíquete médio 12,7 por cento maior que no mesmo período de 2019.

No trimestre a empresa contabilizou 719 lojas sendo que 699 se encontram dentro do território nacional e 20 unidades no exterior. O valor de mercado da Hering é de 2,3 bilhões de reais.

A Hering foi fundada em 1880 pelos irmãos Hermann e Bruno, em Blumenau, SC, é voltada para o público feminino, masculino e infantil, sendo reconhecida por aproximadamente 90 por cento dos brasileiros. Foi a primeira marca brasileira a ser autorizada a licenciar produtos do Câncer de Mama no Alvo da Moda, campanha realizada no Brasil pelo IBCC - Instituto Brasileiro do Controle do Câncer.

Foto: cortesia Hering