• Home
  • Notícias
  • Varejo
  • Lojas satélites (com até 180 m2) contam com associação
Lojas satélites (com até 180 m2) contam com associação

Varejo

Lojas satélites (com até 180 m2) contam com associação

By Marta De Divitiis

24 de jun. de 2019

A Ablos – Associação Brasileira dos Lojistas Satélites (lojas com até 180 metros quadrados) foi criada em fevereiro de 2019 por um grupo de empresários do varejo, com o objetivo de representa-los e buscar alternativas para o setor, defendendo seus principais interesses e necessidades, tanto em nível privado como governamental.

De acordo com seu idealizador e presidente, Tito Bessa Junior, dono da rede de lojas TNG, os problemas enfrentados por esses empresários são inúmeros e vão desde os custos de locação e condomínios, até outros como tributação. Sendo menores, essas lojas arcam com custos, especialmente dentro dos Shopping Centers, similares aos das grandes empresas, o que torna o negócio muito difícil e várias vezes inviável. “Somente os custos de ocupação, folha de pagamentos, custo de mercadorias e impostos representam 70 por cento dos gastos com o negócio,” explica Bessa Junior. Segundo ele, para começar se faz necessário uma revisão nos modelos de locação, pois condomínios e fundo de aluguel representam 18 a 25 por cento do negócio quando deveriam ser de 12 a 15 percentuais apenas.

Vale dizer que entre as 71 mil lojas satélites existentes no Brasil, as que trabalham com produtos e serviços de moda (lavanderia, consertos de roupas e acessórios, por exemplo) representam 80 a 90 por cento do total. Essas lojas são também as que mais empregam, com aproximadamente 4 funcionários por 50m quadrados, totalizando provavelmente um milhão de empregos diretos e quase 3 milhões de indiretos, de acordo com o presidente da entidade.

A Ablos conta atualmente com 80 marcas associadas, entre redes de lojas próprias com 300, 400 unidades, até redes com apenas 10 lojas e mesmo aqueles lojistas que não estão associados, podem entrar no site que conta com vários informativos. Para se associar basta entrar no site e se cadastrar. Além do presidente há um conselho para deliberações.