• Home
  • Notícias
  • Varejo
  • Semana do Brasil consolida crescimento do varejo digital

Varejo

Semana do Brasil consolida crescimento do varejo digital

By Marta De Divitiis

16 de set. de 2020

No período de 3 a 13 de setembro, na Semana do Brasil, considerada a Black Friday brasileira, o varejo digital teve um faturamento de 3,8 bilhões de reais, com alta de 72,6 por cento em relação ao mesmo período de 2019. Os dados, revelados pelo levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie em parceria com ABCOMM - Associação Brasileira de Comércio Eletrônico - mostram que não apenas o número de pedidos aumentou, mas também o ticket médio de compra, que chegou a 435 reais 7,3 percentuais maior no comparativo.

Entre as categorias mais compradas estão Moda e Acessórios, assim como Telefonia, Eletrodomésticos e Informática. A análise do ticket médio de cada categoria apontou que Moda e Acessórios responderam por 194 reais enquanto Telefonia, campeã no quesito, foi responsável por 1.544 reais, seguida por Eletrodomésticos, com 1.299 reais.

André Dias, CEO da Neotrust e diretor de inteligência da ABCOMM, analisa no release de divulgação, que antes da pandemia o comércio eletrônico já se encontrava em franco crescimento mas, a aceleração digital do varejo foi um dos reflexos do isolamento social. “Com o isolamento social o consumidor sentiu a necessidade de comprar online, aumentando a confiança nesse tipo de compra,”disse.

Região Sudeste lidera número de pedidos

62,6 por cento dos pedidos foram realizados na região Sudeste, enquanto a região Sul responde por 14,9 percentuais, Nordeste por 14,8 e Centro-Oeste por 5,5 por cento. A região Norte corresponde apenas por 1,9 percentuais.

Outro dado interessante é que as mulheres lideram os pedidos (58,4 por cento) enquanto os homens respondem por 41,6 percentuais. Já quanto ao gasto as mulheres gastaram em média 436 reais e os homens, 606 reais.

A Neotrust conta com banco de dados reais de grande parte dos varejistas no Brasil. Faz parte da Compre&Confie, aceleradora do T. Group, holding multinacional formada a partir dos negócios gerados pela ClearSale, empresa de soluções antifraude.

Fotos: Anete Lusina, Nordwood-Themes/Unsplash